quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Eu, meus decks e meus ritos








Quando compro ou ganho um deck passo uma noite com ele, na cama literalmente, o coloco embaixo do meu travesseiro.
Antes disto converso com suas lâminas, passo uma a uma e analiso detalhes, pois sinto que nesse primeiro "olho-no-olho" se fará a mágica, surgirá a nossa conexão!

Assim ele dorme comigo, e quase sempre tenho sonhos que se ligam à aquele deck em questão.
Costumo anotar tais sonhos, pode ser que depois eles enlacem algo que será importante para com a forma em que o deck será útil em leituras.

Quando alguém me pede uma leitura eu não determino de cara qual deck será usado.
Costumo sentar de frente para essa pequena estante e deixar que um deles surja em minha mente, a fala que surge via de regra é o nome do deck mesmo que eu não esteja com a vista nele.

Outras vezes enquanto trabalho em traduções, ao lado dessa pequena estante, de repente sou interrompida por um "chamado" de um deles, e sempre que paro e pego um deck, o deck, resulta que havia nele, naquele instante um algo para me ser dito.

Grata!

Luciana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

impressões de leitura

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...